CHIQUINHO DA MANGUEIRA

Um país de luto e de esperanças renovadas

Esta semana a dor tomou conta do Brasil. A tristeza com a morte prematura do candidato a presidência da república, Eduardo Campos, nos faz acreditar que nosso povo ainda tem esperança em dias melhores e de que acredita na política e na força de reação que supera todas as adversidades do nosso país.
Eduardo Campos não representava somente um voto de protesto contra o atual governo, mas também novas ideias e ideais de quem se capacitou ao longo de sua carreira política para enfrentar este momento com planejamento e experiência. É como se tivéssemos perdido uma linha de raciocínio entre nossos próprios pensamentos.
Ainda entristecido, entendo que com ele morre um pouco de cada um de nós. Mas seria injusto se deixássemos de acreditar que todo seu legado não será aproveitado. Eduardo nos deixou, mas ficou o seu sonho de um Brasil mais igualitário e a certeza de que projetos verdadeiros não morrem. O trabalho de quem o faz com o coração, sempre permanecerá vivo em cada um de nós.

Chiquinho da Mangueira

ESCREVA SEU COMENTÁRIO