CHIQUINHO DA MANGUEIRA

foto_Octacílio Barbosa

Lei cria o Projeto Estadual de Prática de Esportes e Desenvolvimento de Atletas e Paratletas

Com o objetivo de proporcionar a todos oportunidades para a pratica de esportes, foi aprovado na Alerj a lei 7155/2015, de autoria do deputado Chiquinho da Mangueira, que cria o Projeto Estadual de Prática de Esportes e Desenvolvimento de Atletas e Paratletas. As atividades poderão ser organizadas a partir das escolas públicas ou particulares, clubes, espaços públicos destinados à pratica esportiva.
Segundo o deputado Chiquinho, o  Estado  do Rio de Janeiro se tornou, com os eventos esportivos realizados  nessa  década,  iniciando-se pelo Jogos Mundiais Militares, e ainda  Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas, o cartão postal do  Brasil  para  o  Mundo, que está com seus olhos voltados para estes  eventos  que  são  transmitidos  mundialmente através dos mais diversos meios  de  comunicação,  o  que  incentiva a todos os jovens e adultos a pratica de atividades esportivas. “A prática de esporte no Estado, com pessoas dotadas de talento, aptidão e capacidade, com a finalidade de estimular a  esportes, é que estabelecerá um processo de identificação de talentos esportivos, o desenvolvimento destes atletas e paratletas, é que objetiva o Projeto”, disse Chiquinho.

A lei cria dois programas: O programa de incentivo à prática de esportes, com natureza sócio educativa, que visa motivar e elevar a prática de esportes, a todas as faixas etárias; e o programa de desenvolvimento de atletas e paratletas, organizado e desenvolvido a partir da ação de profissionais habilitados a identificar pessoas dotadas de potencial atlético e esportivo.

É condição obrigatória ao atleta ou paratleta, com idade inferior a 21 (vinte e um) anos, para integrar o “Projeto Estadual de Prática de Esportes e Desenvolvimento de Atletas e Paratletas”, estar matriculado e cursando ensino médio ou superior, com frequência e notas com média igual ou superior à exigida para aprovação.

O deputado Chiquinho da Mangueira ressaltou ainda o aspecto econômico da nova lei. “As atividades esportivas representam uma massa expressiva da economia no mundo, envolvendo toda uma cadeia produtiva, com a atuação de profissionais de vários ramos de atividades, o que fará com que o Estado possa obter investimentos, com a criação de empregos”, finalizou o deputado.

Foto: Octacílio Barbosa/ALERJ

ESCREVA SEU COMENTÁRIO